E a crise não para

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) divulgou este mês que a produção industrial de produtos relacionados à moda apresentou queda em fevereiro. Comparado com o mesmo período do ano passado, calçados e artigos de couro apresentaram redução de 20,67% em fevereiro. Acessórios e vestuários tiveram baixa de 17,48% na produção, seguidos por têxtil, com redução de 16,27% no mês. Considerando toda a indústria, a queda na produção nacional foi de 17% em fevereiro.

industria-textil1

Segundo a assessoria de imprensa da ABIT (Associação Brasileira da Indústria Têxtil e de Confecção), a queda era prevista. “Sabe-se que será um ano mais complicado, pois as grandes potências mundiais diminuíram sua demanda. O mercado interno têxtil brasileiro é muito forte. Deixamos de importar alguns insumos, e estamos utilizando mais produtos nacionais”, informou.

Sob efeito da crise, o setor viu a produção se estagnar já em novembro e dezembro do ano passado, e cortou 15 mil das 58 mil vagas com carteira assinada criadas nos 10 meses anteriores. “Não me lembro de ter visto tantas demissões no período nos últimos 10 anos”, diz Aguinaldo Diniz, presidente da Abit.


Tags: , ,

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: